Mensagem ao Dia Nacional dos Ciganos

10273520_720681631312044_4856119785038534802_n

23 de maio de 2014

A Pastoral dos Nômades do Brasil, vinculada à Comissão para a Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz da CNBB, envia mensagem por ocasião do Dia Nacional dos Ciganos, comemorado em 24 de maio. O texto é assinado pelo bispo de Eunápolis (BA) e presidente da Pastoral dos Nômades, dom José Edson Santana Oliveira, que apresenta reflexão sobre os nômades que vivem pelo mundo.

O bispo recorda que são pessoas muitas vezes maltratadas pelas estruturas sociais. “Tem o direito a serem acolhidos como brasileiros que amam a sua pátria e estarem livres de todo o tipo de preconceito e exclusão”, disse dom Edson.

Leia a íntegra do texto:

24 de maio, Dia Nacional dos Ciganos

Quem são e onde vive os Ciganos? Em sua maioria são nômades dispersos por todo mundo. Pouco conhecidos, porém com uma atitude existencial profícua. São rejeitados, maltratados pelas estruturas sociais, tornando-os excluídos. São mais emoção do que razão, são religiosos, vivem unidos, felizes e livres, com a certeza que são amados por Deus.

Antes viviam dedicados ao comércio de animais e materiais de fácil transporte. Depois dos anos 80, dedicaram-se mais ao comércio de carros, que os levou a estarem mais próximos das cidades. Por isso tiveram uma maior possibilidade de relacionar-se com a sociedade, as crianças começaram a frequentar a escola e novos costumes se introduziram nos grupos, sem perder sua cultura própria, cada um buscando o bem estar de sua família e grupo.

Graças aos Santuários os Ciganos renovam sua identificação com a Igreja Católica. A Pastoral dos Nômades tem se empenhado heroicamente em poder acolhê-los. Aproveito para agradecer a todos os Agentes de Pastoral que, voluntariamente, dedicam-se a estar perto desse quase um milhão de irmãos Ciganos que vivem no Brasil, na luta pelos seus direitos básicos, sempre no espírito de Cristo, mostrando que mesmo sendo ciganos são cidadãos brasileiros portadores de todos os direitos como qualquer outro cidadão brasileiro.

Neste dia consagrado a Nossa Senhora, sob o título de Auxiliadora, e dia nacional dos Ciganos, vem o nosso apelo: os Ciganos tem o direito de receber a Palavra de Deus e os Sacramentos, respeitando sua cultura e enriquecendo-nos com ela. Tem o direito a serem respeitados como filhos de Deus. Tem o direito a serem acolhidos como brasileiros que amam a sua pátria e estarem livres de todo o tipo de preconceito e exclusão. Esperamos que os acolham como irmãos, que querem escutar e viver a “cultura do encontro”, como nos anima tanto o Papa Francisco.

Que Jesus caminhante abençoe e proteja todos os ciganos de nosso Brasil.

Feliz Dia dos Ciganos!

Dom José Edson Santana Oliveira

Bispo de Eunápolis – BA

Presidente da Pastoral dos Nômades do Brasil – CNBB

http://cnbbne3.org.br/mensagem-ao-dia-nacional-dos-ciganos/