Por que a SOUC é importante pra você?

Ter, 20 de Maio de 2014 18:54 Estamos prestes a entrar na Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (SOUC), que este ano será comemorada entre os dias 1 e 8 de junho. Pensando nisso, e tendo em vista a importância da celebração para o diálogo ecumênico entre irmãos de fé, a equipe do CONIC fez três perguntas, a diferentes pessoas, sobre a SOUC. Veja o que nos respondeu a parceira de caminhada ecumênica Mariana Zuccarello, advogada, facilitadora Regional da REJU, membro da IPU e participante do CONIC-ES. 1. Por que a Semana de Oração é importante? A Semana de oração nos permite repensar sobre nossa caminhada de fé e como temos vivido com aqueles que partilham conosco do mesmo amor e graça, por meio de Jesus Cristo. É quando separamos de um calendário com 365 dias agitados e atarefados, 7 dias para nos dedicarmos inteiramente à convivência a partir de uma experiência de fé e partilha. Buscar a unidade sempre foi um dos princípios basilares das comunidades cristãs. O testemunho dos Atos dos apóstolos registra que era a vida em comunhão e UNIDADE que fortalecia a fé dos Cristãos e os alimentava para viver o evangelho em sua plenitude. É por meio da oração, que a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, promove no corpo de Cristo o fortalecimento de ideias, vínculos, fé, gratidão, serviço, propósitos e missão. Fortalece em nós, corpo ecumênico, não só aceitar o exemplo de Cristo, mas imitá-lo na opção pelos pobres e oprimidos. 2. Fale como você começou a participar da Semana de Oração? Comecei a participar diretamente na construção da SOUC em 2013. A minha comunidade, Igreja Presbiteriana Unida, em Serra/ES, receberia a celebração da SOUC em um dos sete dias da semana. Durante a preparação da celebração, refletimos sobre a importância de abordar o tema da SOUC interligado com a realidade local, que vive o extermínio da juventude, sobretudo da periferia e com o tema pautado nacionalmente da redução da maioridade penal, que fervilhava entre os meses de abril e maio. No ano de 2013, a SOUC trouxe a temática “O que Deus exige de nós ?”, baseado no livro de Miquéias 6;6-8. A partir desta ideia, costuramos nacionalmente com a REJU, que já se preparava com a campanha contra a redução da maioridade penal, para realizarmos a SOUC em nossas regiões, refletindo e denunciando as situações de morte em que se encontram nossos jovens. Assim, fizemos um cartaz para a campanha da REJU, na SOUC de 2013; com o tema “Pelo direito à vida e à segurança da juventude”, respondendo a pergunta provocadora “O que Deus exige de Nós?”. A REJU participou da celebração da SOUC em quatro regiões do país. E na semana posterior a SOUC, iniciamos os debates contra a redução da maioridade penal. Aqui no ES, fomos os primeiros a enfrentar este tema e provocar as nossas igrejas durante a celebração da SOUC a construir um posicionamento claro de enfrentamento às opressões que têm ceifado as vidas de nossa juventude. 3. Conte um momento importante vivido por ocasião da Semana de Oração. No ano passado, na realização da celebração em nossa comunidade, tivemos a participação do Rev. Ariel Montero, da Igreja Episcopal Anglicana, recém chegado em nosso município. Mesmo não sendo brasileiro, falou com muita sabedoria sobre a violência na cidade da Serra e no estado do Espírito Santo. Esta experiência foi inovadora e diferente para a igreja. Não estávamos ali apenas pensando em nossa unidade como um fim em si mesmo, mas pensando em nossa unidade como elemento essencial para transformar a nossa realidade, por meio de nossas ações e ideias, por meio de nossa fé em um Cristo libertador. O que Deus exige de nós vai muito além do que colocar os nossos joelhos no chão e orar pelos que choram. Foi esta a mensagem que trouxemos para a celebração. E ao final, num momento emocionante, as comunidades que participavam da celebração ovacionaram com muita alegria e ânimo nossa fala sobre o enfrentamento às propostas da PEC 33/2012, que propunha a Redução da Maioridade Penal. A partir daquela celebração, iniciamos no estado do ES uma campanha unificada contra à redução da maioridade penal, compomos a criação da Frente Capixaba Contra a Redução da Maioridade Penal, e nesta, os movimentos sociais e ecumênico, sindicatos e coletivos juvenis, todos juntos, por meio de debates e atos, promovemos em nosso estado uma ampla campanha contra a redução da maioridade penal, campanha que foi introduzida e amplamente debatida no seio de nossas igrejas.

http://www.conic.org.br/cms/noticias/732-por-que-a-souc-e-importante-pra-voce