“Sejais pastores com o cheiro das ovelhas”, disse núncio apostólico na missa

A celebração eucarística desta sexta-feira, 02 de maio, na 52ª Assembleia Geral, realizada no Santuário Nacional de Aparecida (SP), foi presidida pelo núncio apostólico no Brasil, dom Giovanni D’Aniello. Entre os concelebrantes principais estavam os novos bispos, nomeados desde o ano passado pelo papa Francisco.

Em sua homilia, dom Giovanni retomou a cena da multiplicação dos pães, a partir da narração que está no início do capítulo seis do Evangelho de São João, na liturgia de hoje. “A multiplicação é um prenúncio da Eucaristia, o alimento que os discípulos são chamados a distribuir”, iniciou o bispo. Ele enfatizou que o milagre de alimentar as milhares de pessoas que estavam seguindo Jesus é um sinal para os discípulos de hoje. “A Igreja lembra esse fato na celebração litúrgica e aprende que nesta mesa também alimenta o Povo de Deus em sua missão hoje”, disse.

O núncio destacou que no episódio narrado por São João, é o próprio Jesus quem realiza o gesto. “É a relação direta entre o pastor e suas ovelhas. Mas ele não age a partir do nada. Ele parte daquilo que as pessoas oferecem e, assim, consegue alimentar cinco mil pessoas”. Fez questão também de falar sobre o que cada um pode oferecer. “Um pouco de amor, compaixão, bens materiais que temos é suficiente para acabar a fome, do coração ou do corpo. O problema é colocar o pouco que temos nas mãos do Senhor”, acrescentou.

“Quantas pessoas poderiam ser salvas da fome pelos cinco pães ou por aquilo que normalmente jogamos fora? Quantas pessoas encontrariam consolo e conforto se ficarmos perto delas?”, questionou. “Precisamos crescer na caridade e ir ao encontro dos que precisam de ajuda. Precisamos ir às periferias. Sejais pastores com o cheiro das ovelhas”, disse ao recordar as palavras do papa Francisco.

Após a missa, os participantes da Assembleia Geral seguiram para o auditório Padre Noé Sotillo, no subsolo do Santuário Nacional, para um encontro reservado com o núncio apostólico. Por volta das 11 da manhã, eles seguirão para o Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida, onde está o plenário da Assembleia.

CNBB