Maria Voce. Em vocês está a verdadeira riqueza

Assim se expressou Maria Voce, presidente dos Focolares, em visita à ilha de S. Terezinha, um bairro de Recife que uma vez se chamou Ilha do inferno

São Paulo, 28 de Março de 2014 (Zenit.orgCarla Cotignoli |

 

“O  que mais me impresionou foi ver aquele muro. Mas a pobreza fica fora do muro e a riqueza dentro. Porque a riqueza é o amor, a capacidade de doar, de compartilhar. Eu me sinto honrada de fazer parte dessa familia. Do outro lado tem interesse, competição…“. Assim se expressou Maria Voce no momento de deixar a ilha de S. Terezinha, ontem à tarde. E Giancarlo Faletti: “Hoje estivemos numa escola e vocês foram os nossos professores. Foi um presente de Deus que nos impulsiona a dizer Obrigado!”

O muro ao qual Voce se referiu foi construído alguns anos atrás, para blindar da pobreza os frequentadores de um grande shopping construído do outro lado da rua.

Aquele muro está ali como símbolo da segregação social.

Mas quais são os sinais da riqueza da qual falava Maria Voce? O nome desse bairro era “Ilha do Inferno”, pela elevada degradação social na qual vivia. «A mensagem do Evangelho, vivido pelas pessoas do Focolare que compartilharam tudo conosco e fez que, juntos, procurássemos os meios para superar essa situação, se tornou algo que nos deu a liberdade interior – disse Johnson que nos guiou na visita ao bairro – e nos abriu um novo horizonte, nos tornou sujeitos da transformação do nosso ambiente social».

Gradualmente se forma uma comunidade com uma profunda consciência civil. Se constitui a Associação dos moradores da ilha que se tornam protagonistas do próprio desenvolvimento.

Coma abertura democrática do país, surgem novos sistemas de participação para discutir com o município o emprego do orçamento público. Muitas as conquistas junto ao poder público: a eletrificação da área, a pavimentação de muitas ruas; a escola e o centro de saúde surgidos em colaboração com professores, médicos e enfermeiros do Movimento. Longa sería a lista das conquistas. Johnson com orgulho repete várias vezes:  “Nós conseguimos tudo com a força do diálogo, com a força da comunidade, sem jamais descer a compromisso com nenhum político”.

Última etapa da visita, o Centro juvenil que acolhe as crianças e adolescentes no contraturno da escola, proporcionando-lhes uma sólida formação humana e espiritual com as mais diversas atividades como música, esporte tirando-os da rua onde se encontram em uma situação de risco social vítimas da droga e da violência. O Centro é administrado pela AACA, associação sustentada pela solidariedade de muitas pessoas, principalmente de famílias brasileiras dos focolares e de outros países. Para acolher os dois hóspedes, Maria Voce e Giancarlo, um canto das crianças que expressa bem a riqueza desse povo: “Oh meu Deus, sei que a vida devia ser bem melhor e será, mas isso não impede que eu  repita: é bonita, é bonita, e é bonita!”.

Nesse lugar onde se vê como a semente do Evangelho produziu muitos frutos – disse ainda Maria Voce dirigindo-se aos voluntarios do Centro  –  queria dizer que partindo daqui, não levamos somente vocês no nosso coração, mas levamos vocês como exemplo e como estímulo para todo o Movimento no mundo.

Anúncios