Ato Comemorativo ao Dia Mundial da Água

20 de março de 2014

aguaEstamos assistindo hoje à falta de água para 1 bilhão de pessoas no mundo, segundo a Organização das Nações Unidas – ONU, que adverte que em 30 anos a procura pela água vai crescer 30%.

Por isso, precisamos aprender a preservá-la, assim como recuperar e manter intactas as matas ciliares e os olhos d´água. A água é tão essencial para os seres vivos que sem ela uma pessoa fica desidratada e morre em dois dias.  Com plantas e animais não é diferente.

Apesar de tudo, a grande maioria da população não tem consciência da importância de reduzir o consumo e cuidar bem dela.

Quando limpa, a água é fonte de vida, oferece saúde. Contaminada, ela dissemina uma série de doenças como hepatite, verminoses, diarreia e cólera, o que pode ser evitado com acesso a saneamento básico, coleta de lixo e drenagem urbana.

Para o consumo humano e animal a água precisa ser potável para o consumo sem riscos para a saúde. Os requisitos que a fazem potável são: ser inodora (sem cheiro) incolor (sem cor) ter sabor indefinido

Dicas para cuidar da água:

São muitas as regras para o uso consciente da água. Algumas delas são atitudes simples e inteligentes para economizar o precioso líquido. Estima-se que em um simples banho diário uma só pessoa gasta 20 litros de água por minuto. Em uma descarga soma de 10 a 12 litros gastos.

Precisamos aprender a usar com moderação sabão em pó, detergente e todo o material de limpeza, manter as torneiras sem vazamento, não limpar o chão com água. Enfim, aprender a economizar ao máximo nossa água.

Nascentes, nossa maior riqueza:

As nascentes, também conhecidas como olhos d’água, minas d’água, fios d’água, cabeceiras e fontes, devem ser tratadas como prioridade em uma propriedade rural. Elas correspondem ao local onde se inicia um curso de água (rio, riacho, córrego), seja ele grande ou pequeno. As nascentes se formam quando o lençol freático atinge a superfície.

Para preservar uma nascente não é difícil. Medidas simples evitam sua degradação, como cercá-la para evitar que o gado passe sobre ela e para ajudar a manter a área com sua mata ciliar e solo intacto, contribuindo na  infiltração das águas da chuva. É preciso também preservar a mata dos morros e das encostas.

As matas ciliares, vegetação das margens dos rios, são muito importantes porque evitam o desmoronamento das margens e o assoreamento dos rios. As leis de preservação ambiental determinam que em cursos de água de até 10 metros de largura, por exemplo, seja preservada uma faixa vegetação de 30 metros de largura em cada margem.

Fazemos um alerta e uma denúncia a favor dos nossos rios Parnaíba e Poti. Por falta de cuidado, de educação ecológica e consciência cidadã, do poder público, dos governantes e de toda a sociedade, somos obrigados a ver, com  dor e indignação, nossos rios e fontes de água morrer. O descaso é tamanho que existem centenas de bocas de esgotos que lançam águas poluídas nos rios, contribuindo com suas mortes.

EXIGIMOS SANEAMENTO BÁSICO, JÁ! NOSSOS RIOS PEDEM SOCORRO!

A VIDA PERECE!

Queremos também manifestar nossa alegria e esperança nas iniciativas que hoje são desenvolvidas pelas organizações do Fórum Piauiense de Convivência com o Semiárido. 50 mil famílias do semiárido piauiense  conquistaram sua cisterna de placas para a captação de água da chuva, para o consumo humano e a produção de alimentos. São familias que  cuidam da água como o bem mais precioso de suas vidas e dos animais. Com as chuvas que caem no Semiárido Piauiense, os pequenos reservatórios familiares, as cisternas, acumulam hoje cerca de 100 milhões de litros de água potável para o consumo humano, animal e produção de alimentos dos quintais produtivos e dos pequenos pomares.

VIVA A ÁGUA! VIVA A VIDA!

No Piauí, a comemoração à semana da água acontece no próximo sábado, dia 22.

Veja a progamação: 

ATO COMEMORATIVO AO DIA MUNDIAL DA ÁGUA – 22 DE MARÇO

Local: Ponte Estaiada

PROGRAMAÇÃO 

07h00 às 08h00 – Concentração e animação;

08h00 às 09h00 – Momento Celebrativo – Importância da água

09h00 às 10h30 – Falas de Denúncia sobre a situação da Água e situação da Terra

10h30 às 11h00 – Momento Cultural

11h00 às 11h15 – Palavra de Encerramento

Fonte: Cáritas Brasileira Regional do Piauí

Anúncios