Papa Francisco completa um ano de pontificado

397517_287087294779513_1800153709_n (1)

 

Hoje (13), o papa Francisco completa um ano de pontificado e, neste aniversário, pediu – pela rede social Twitter,  que os fiéis rezem por ele. O papa está na cidade de Ariccia, próximo à Roma, onde realiza exercícios espirituais. “Rezai por mim”, pediu Francisco na página do Twitter em português, em que tem mais de 900 mil seguidores.

Para o padre jesuíta e professor emérito da Universidade de Brasília (UnB), José Carlos Brandi Aleixo, entre os fatos mais marcantes deste primeiro ano de Francisco estão a viagem do papa à Ilha de Lampedusa, na Itália,  a criação do grupo de oito cardeais para propor reformas na Santa Sé, os apelos contra a guerra na Síria e a exortação Evangelii Gaudium, em que o papa falou de temas polêmicos como o aborto, o sacerdócio e a igualdade de direitos entre homens e mulheres.

Outro destaque foi a visita do pontífice ao Brasil, na 28ª  Jornada Mundial de Juventude, no Rio de Janeiro. Ele foi à cidade de Aparecida, em São Paulo. Ele anunciou, durante a visita, que retornará à cidade em 2014, no terceiro centenário da aparição da imagem da Padroeira do Brasil.

“Creio que outro aspecto importante da vida do papa Francisco é a viagem que ele fez à ilha italiana de Lampedusa – uma das periferias geográficas e existenciais de nosso tempo. Ele fala muito da importância de ir à periferia e ir aos bairros mais sofridos das cidades, como ele o fez particularmente no período em que foi bispo auxiliar e arcebispo de Buenos Aires. A ilha acolhe milhares de imigrantes. Ele demonstrou seu carinho, seu apreço e sua dor pelos sofrimentos que padecem aquelas pessoas que saem de condições difíceis na busca de melhores condições de trabalho, sendo que muitas vezes falecem na viagem”, disse Brandi Aleixo.

Segundo ele, um dos pontos altos dos primeiros 12 meses de pontificado foi a Exortação Evangelii Gaudium, por Francisco ter mencionado diversos aspectos do Evangelho, enfatizando a alegria, que deve ser uma característica de todos os cristãos. Para o padre, a preocupação do papa em relação à guerra civil na Síria demonstra a sua preocupação pela paz e seu empenho em atenuar as consequências da guerra e o seu esforço e suas orações para que se encontre o mais cedo possível uma solução para o conflito.

* Com informações da Rádio Vaticano

Anúncios