Simpósio abordará os 50 anos da renovação da liturgia

A Congregação para o Culto e a Disciplina dos Sacramentos, em colaboração com o Ateneu Pontifício promovem de 18 a 20 de fevereiro, na Pontifícia Universidade Lateranense, em Roma, Simpósio sobre os 50 anos da primeira constituição do Concílio Vaticano II, a Sacrosanctum Concilium. Este documento iniciou a reforma da liturgia e foi promulgado pelo Papa Paulo VI em 4 de dezembro de 1963.

O tema proposto para o evento é “Gratidão e empenho por um grande movimento eclesial” foi apresentado em coletiva de imprensa, na quinta-feira, 13, no Vaticano. De acordo com o prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, cardeal Antonio Canizares Llovera explicou que o encontro será uma oportunidade para continuar a aprofundar a renovação litúrgica desejada pelo Concílio Vaticano II.

Na visão do secretário do dicastério vaticano para o Culto e a Disciplina dos Sacramentos, dom Arthur Roche, não se pode, pensar à Liturgia sem pensar na Igreja inteira. “Certo, os 50 anos da Sacrosanctum Concilium convidam a fazer um exame de consciência. O desejo é de poder oferecer nos dias do Simpósio, através a escuta, o diálogo, a oração comum, uma experiência de comunhão repleta de agradecida memória e de profético empenho”, afirmou dom Roche.

Participam do Simpósio as Conferências Episcopais, responsáveis pelas comissões litúrgicas, centros de estudo teológico e pastoral, responsáveis e animadores pela Liturgia. Estão convidados sacerdotes, religiosos e leigos de todos os continentes e de ritos Litúrgicos não romanos.

Anúncios