Este é o meu Filho bem-amado: escutai-o

LITURGIA – BATISMO DE JESUS.

12.01.2014.

“Este é o meu Filho bem-amado: escutai-o”.

1.Acolhida.

   No Batismo, Jesus é revelado por Deus: “Este é o meu Filho: escutai-o!”  e sobre Ele desce o Espírito Santo, ungindo-o como Messias. Temos a revelação privada no seio da Família de Nazaré e a revelação pública nas águas do rio Jordão. Mais, em Belém, os anjos cantam e os pastores anunciam a chegada do Salvador, mas no rio Jordão é Deus Pai quem revela Jesus: “Este é o meu Filho”.

   No Natal e na casa de Nazaré (“vida oculta”), Jesus desaparece entre os homens; no Batismo,porém, Ele entra na fila dos pecadores, e o Pai e o Espírito Santo revelam sua divindade e sua missão. O Batismo é a manifestação pública de sua divindade. Dois mistérios: Jesus se mistura com os pecadores, e o Pai revela sua identidade: “Este é meu Filho, no qual Eu pus o meu agrado!”

 

2.Palavra de Deus.

   Is 42,1-4.6-7 – Jesus é o misterioso servo de Javé, revelado pelo profeta Isaias. Ele não clama nas ruas, nem joga for a tocha quase apagada e, muito menos, quebra de vez a cana partida! Servo humilde que chama à conversão e contraria a esperança de quem aguarda um “Messias guerreiro triunfante!” Ele é, simplesmente, luz para as nações…”

    At 10,34-38 – O próprio apóstolo Pedro surpreende-se com o chamado dos pagãos à mesma graça de Israel: “Verifico que Deus não faz acepção de pessoas (…) mas todos podem ser agradáveis a Deus, desde que pratiquem a justiça!” Jesus é judeu, mas a salvação é para todos os povos!

     Mt  3,13-17 – Deus Pai confirma a missão divina de seu Filho: Ele é o Filho querido do Pai. João Batista batiza com água, mas Jesus irá batizar na força do Espírito Santo.

3.Reflexão.

  • ·         Jesus inicia sua vida pública: É o mssionário de Deus Pai, ungido pelo Espírito Santo e inaugura o tempo em que os verdadeitros adoradores hão de adorar o Pai em espírito e verdade, e são esses adoradores que o Pai deseja” (Jo 4,23). O batismo de João lava os pecados de seus discípulos, mas o Batismo de Jesus concede uma vida nova de filhos adotivos de Deus ! O  Batismo de Jesus revela o nosso próprio batismo.
  • ·         A “estrela dos reis magos” fala da chegada do Messias, mas no Batismo é o próprio Deus Pai quem revela a grandeza de Jesus: “Este é meu Filho amado no qual eu pus o meu agrado. Ouvi-o”.
  • ·         O Batismo de Jesus ilumina o nosso batismo: somos filhos de Deus e sobre todo batizado, Deus faz a mesma revelação: este é meu filho querido! Que maravilha, que dignidade e que compromisso de viver como bons filhos de Deus! Manter com Deus o  mesmo diálogo que Jesus mantinha continuamente com o Pai!

“Jesus é verdadeiramente o Filho de Deus!”

Frei Carlos Zagonel.

Anúncios