Lavar os alimentos retira os agrotóxicos?

Perguntas frequentes

1- Lavar os alimentos retira os agrotóxicos?

Não completamente. O processo de lavagem dos alimentos contribui para a retirada de parte dos agrotóxicos. Os agrotóxicos podem ser divididos quanto ao modo de ação entre sistêmicos e de contato. Os sistêmicos são aqueles que, quando aplicados nas plantas, circulam através da seiva por todos os tecidos vegetais, de forma  a se distribuir uniformemente e ampliar o seu tempo de ação. Os de contato são aqueles que agem externamente no vegetal, tendo que necessariamente, entrar em contato com o alvo biológico, e mesmo estes são, também, em boa parte, absorvidos pela planta, penetrando em seu interior através de suas porosidades.

Uma lavagem dos alimentos, em água corrente, só poderia remover parte dos resíduos de agrotóxicos presentes na superfície dos mesmos.

tomates verduras2- Água sanitária (cloro) remove agrotóxicos dos alimentos?

Até o momento, não existem evidências científicas que comprovem a eficácia da água sanitária ou do cloro na remoção ou eliminação de resíduos de agrotóxicos nos alimentos. Soluções de hipoclorito de sódio (água sanitária) devem ser usadas para a higienização dos alimentos na proporção de uma colher de sopa para um litro de água com o objetivo apenas de matar agentes microbiológicos que possam estar presentes nos alimentos.

 

3- O que é o Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA)?

O Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA) , iniciado em 2001 pela Anvisa, tem o objetivo de avaliar continuamente os níveis de resíduos de agrotóxicos nos alimentos de origem vegetal que chegam à mesa do consumidor. O PARA é coordenado pela Anvisa, que atua em conjunto com as Vigilâncias Sanitárias (VISA) e com os Laboratórios Centrais de Saúde Pública (Lacen).

 

4- Os resultados insatisfatórios do PARA representam risco à saúde dos consumidores?

A última avaliação do risco relativo à exposição crônica aos resíduos de agrotóxicos foi conduzida pela Anvisa utilizando dados do PARA referentes ao período entre 2009 a 2011. Na ocasião, não houve a extrapolação da Ingestão Diária Aceitável (IDA) para os agrotóxicos monitorados, ou seja, o risco à saúde para os consumidores foi considerado aceitável.  Apesar disso, não é possível descartar totalmente o risco à saúde.

SAIBA MAIS

Ação da Pastoral da Criança: Hortas Caseiras

5- O que é IDA?

É um parâmetro de segurança definido como a quantidade máxima de agrotóxico que podemos ingerir por dia, durante toda a nossa vida, sem que soframos danos à saúde por esta ingestão. Esta quantidade máxima de ingestão permitida é calculada para cada agrotóxico, expressa no valor que  chamamos de IDA (Ingestão Diária Aceitável), medida em miligramas de agrotóxico por quilo de peso corpóreo da pessoa que o ingere (mg/kg).

6- O que é LMR?

O limite máximo de resíduos (LMR) é a quantidade máxima de resíduo de agrotóxico ou afim, oficialmente permitida no alimento, em decorrência da aplicação em uma cultura agrícola, expresso em miligramas do agrotóxico por quilo do alimento (mg/Kg)

http://pastoraldacrianca.org.br/pt/tema/2887-agrotoxicos?showall=&start=2

Anúncios