“Os pastores encontram Maria, José e o Menino!”

LITURGIA  – SAGRADA FAMILIA.

29.12.2013.

“Os pastores encontram Maria, José e o Menino!”

1.Acolhida.

    A alegria dos pais é conseguir reunir a família inteira nos festejos natalinos! Família reunida, alegria recuperada! As lutas e as tristezas são esquecidas e a alegria verdadeira, sonhada por Deus, renasce onde a Palavra de Deus é acolhida com fé e esperança.

Deus criou o ser humano “à sua imagem e semelhança”, para viver em família, iluminado pela “Família Trinitária do Pai, do Filho e do Espírito Santo”. O espírito do mal quer a morte da família, mas Jesus  salva a Família: Ele obedeceu a José e a Maria, sua Mãe!

A Igreja sempre apoiou a Família, e o Papa Francisco convocou um “Sínodo dos Bispos” para estudar e ajustar os caminhos da família crtistã. A “Festa da Sagrada Família” vem neste sentido: demostrar o apreço que a Igreja tem pela Família cristã.

 

2.Palavra de Deus.

   Eclo 3,2-6.12-14 – O profeta recorda para o Povo de Israel os valores da Lei e da cultura judaica. Povo de migrantes, perdia facilmente sua tradição religiosa e os valores revelados por Javé na Lei de Moisés. Ele perdia sua raízes religiosas, e a família é o lugar onde se consolida a Fé na Palavra de Deus!

    Cl 3,12-21 – Paulo recomenda aos cristãos, agora, povo eleito, santo, hmilde e manso, que se revista da da caridade de Cristo ressuscitado, vivendo em paz e atento à Palavra de Deus. Não abandone a celebração da Eucaristia, fonte de vida cristã familiar e social.

Mt 2,13-15.19-23 – Jesus refaz o caminho e a libertação do Povo de Israel. O Menino precisa refugiar-se no Egito e de lá é chamado de volta para instalar-se m Nazaré; por isso, Ele será chamado de Nazareno. Jesus é o consagrado e destinado a libertar os pobres e excluidos que colocam sua esperança no poder libertador de Deus!

 

3.Reflexão.

  • O profeta recorda ao povo os valores da Família, revelados, foram escritos e conservados na Lei de Moisés. A Família é o lugar onde o Povo de Israel educa os próprios filhos. Mesmo vivendo longe do tempo e da Pátria, o Povo pode obter o perdão dos próprios pecados cercando de amor e respeito os próprios pais. A família é o lugar onde Deus se revela como fonte de vida e de paz. Diríamos, hoje, fora da família não há salvação!
  • Paulo, em sua carta aos Colossenses,  repete o  mesmo ensinamento: Os cristãos devem revestir-se dos sentimentos de Jesus, morto e ressuscitado, para celebrar com alegria e reconhecimento a Eucaristia. Passa-se da família natural para a família social! Aliás, é na família que nascem os cidadãos confiáveis e os cristãos autênticos. Felizes aqueles que acreditam na Palavra de Deus e fazem da família um lugar de salvação.
  • O Papa Francisco convocou um “Sinodo dos Bispos para estudar os desafios pastorais da Família no contexto da Evangelização”. É necessário voltar para o início e começar de novo a partir de Jesus Cristo. O Mundo moderno não aprecia a família e não a defende; por isso, ele está imerso num “mar de lama”, de morte e de impunidade. Colaboremos com o Papa Francisco estudando e refletindo sobre as propostas que ele nos faz com esta convocação.

 

“A paz de Cristo reine em vossos corações

e a Palavra de Cristo habite em vós!”

 

Frei Carlos Zagonel.