Mensagens de Natal da Pastoral da Criança

Mensagens de Natal da Pastoral da Criança
Programa de Rádio 1160 – 23/12/2013 – Natal

http://www.pastoraldacrianca.org.br/pt/tema/2876-natal?showall=&start=2
Irma-vera

“A cada ano, o Natal nos comove e nos inspira a transmitir uma mensagem de amor e paz a todos que nos cercam, mas agora precisamos ir adiante, não bastam só intenções, não bastam só palavras. As notícias que o mundo nos traz, de tanta violência, tanta discriminação, tantos conflitos familiares, nos pede decisão e gestos concretos. O que você e eu podemos fazer para que o mundo e as famílias tenham um pouco mais de paz em suas vidas? Com certeza cada pessoa dentro do seu ambiente, da sua realidade, da sua casa pode fazer algo. Cuidar com amor e atenção das crianças, respeitar os idosos, ajudar os mais necessitados, participar do voluntariado, das atividades de promoção humana e colaborar na evangelização. Um santo e feliz Natal para você e todos aqueles que partilharam de sua vida durante todo este ano.”

Irmã Vera Lúcia Altoé, Coordenadora Nacional da Pastoral da Criança

“Vejo o Natal como aquele momento de esperança e de alegria, porque surge dentro dos nossos corações o verdadeiro Jesus Cristo e isso transforma a nossa vida. O menino Jesus que nasce para nos dar esperança e amor. Tempo de festa e de alegria, porque nasce Jesus para as famílias.

O que ocorre hoje é transformar o Natal em um modo comercial, mas a igreja é bem clara, o Natal é tempo da presença de Jesus no meio do povo, no meio daqueles que sofrem, daqueles que são excluídos, e cabe a nós levarmos esse Jesus para as pessoas: o Jesus menino que nasceu, que transforma e que nos dá esperança”.

Padre Luciano Aguiar, assessor da Pastoral da Criança da Diocese de Floresta, Pernambuco.

“O melhor presente que podemos dar no Natal é o Cristo. Oferecer o Cristo para as pessoas, de modo particular para as nossas crianças, para que elas não tenham em mente o Natal de consumismo, mas tenham o Natal cristão, um Natal que possa construir as famílias.

Faça de seu Natal não somente festas em si, mas um Natal da união, do amor e do perdão. Um momento de nascer, em que você possa ser um homem novo, uma mulher nova e um jovem novo. Que a criança possa nascer a cada dia como diz a Sagrada Escritura: ‘quem não for como uma criança, não pode entrar no reino do céu’ , porque a criança não guarda no seu coração o rancor ou o ódio.  Espero que todos possam realmente ter essa pureza, uma pureza que possa abraçar, que viva a palavra ‘eu vim para que todos tenham vida, e tenham vida em abundância'”.

Padre Reginaldo Luís Soares, assessor da Pastoral da Criança, da Diocese de Palmeira dos Índios, Alagoas

“A própria família é um grande símbolo do nascimento de Jesus, a gente sabe, Jesus viveu em uma família, Maria, José e ele formaram uma família. A família hoje pode ser também a Sagrada Família, colocando em prática suas orações. Os pais podem valorizar o nascimento de Jesus com a leitura da Bíblia. Existem muitos livrinhos de história que contam um pouco da história do nascimento de Jesus, um pouco da história de Maria e de José, para fazer com que a criança entenda, que existiu uma criança, que nasceu no meio de uma família pobre e depois se tornou essa pessoa, que veio anunciar o reino de Deus, o reino de vida, de amor, de perdão e de justiça, que viveu praticamente na pobreza e trouxe esse grande ensinamento para nós da partilha, do perdão e do amor.”

O Natal é o nascimento de Jesus. Não podemos nos esquecer disso, apesar de ter se tornado algo comercial. Nós, cristãos e cristãs, não podemos nos esquecer que o Natal é o nascimento de Jesus e devemos valorizar esse momento com nossas orações e com as reuniões de família para comemorar o nascimento de Jesus. Quem é o festejado? É Jesus. Então é Ele que precisa ser festejado.

Que o Natal possa trazer alegria, esperança, muita paz para todos nós e que nosso coração seja transformado em manjedoura para acolher Jesus.”

Padre Paulo Cesar da Silva, assessor da Pastoral da Criança, da Diocese de Colatina, Espírito Santo

“É Natal e não há festa que encha tanto de alegria o coração humano do que essa festa, porque no Natal nós celebramos o nascimento de Jesus. É a manifestação maior do amor de Deus que se faz homem como nós para nos redimir e nos resgatar. Ele assume a nossa condição humana, aquele que nasce em Belém, abre seus olhos e dá o seu primeiro sorriso; é Deus feito homem. Esse é o mistério que nós celebramos. Por isso é importante essa atitude de acolhida, de quem contempla no silêncio o mistério, de quem se dispõe a deixar que Deus continue a se fazer presente no meio da humanidade e no coração de cada um de nós. De coração, desejo a cada um de vocês e, sobretudo, aos voluntários e voluntárias, que através de seu gesto bondoso, tornam o rosto de Deus presente no meio dos homens, um feliz e um Santo Natal.”

Padre Ângelo Carlesso

Anúncios